SOCORRO, MEU FILHO NÃO ME OBEDECE!

20:01


A fase pode demorar, mas chega! Você fala para a criança se vestir com a camisa azul, ela quer a branca. Fala para tomar banho e ela grita querendo brincar. Acontece nas melhores famílias! E essas situações, atreladas com o dia a dia dos pais, começa a se tornar algo insustentável e bem estressante.
Mas para os pais, muita das vezes lidar com os conflitos pode gerar dúvidas. Os pais sabem que atender o desejo das crianças é importante, ouvi-las também, porém nem sempre é possível que tudo gire em torno delas. Por outro lado, impor regras e limites de maneira muito dura e rígida provoca na criança a experiência do “amor condicional”, ou seja, ela assimila a ideia de que se for desobediente corre o risco de “perder” o amor dos pais.
 Assim, esses dois extremos devem ser evitados, o que deixa claro que é preciso encontrar uma maneira que represente um meio-termo entre esses estilos de lidar com os conflitos do dia a dia. Um caminho possível para se alcançar esse equilíbrio (no qual a criança pode aprender com as experiências em que seus desejos não são atendidos, sem acumular mágoas na relação com os pais por se sentir injustiçada ou incompreendida) é o DIÁLOGO.
Você conversa com seus filhos?

VOCÊ PODE GOSTAR DE ...

0 comentários

Web Analytics