A DIFÍCIL TAREFA DE EDUCAR MENINOS PARA QUE ELES NÃO CRESÇAM MACHISTAS

21:28


Quando descobri que seria mãe de menino, respirei aliviada, com a certeza de que a missão seria um pouco mais fácil. Mas ao chegar com o resultado da ultra na roda de amigos e com menos de 13 semanas de gravidez já escutar piadinhas como, "está chegando o mais novo pegador", percebi que minha tarefa seria muito difícil. O machismo não atinge somente a nós, mulheres que vivem episódios deploráveis de violência o tempo inteiro. O machismo atinge em cheio meninos, que precisam estar dentro dos "padrões" para provar sua masculinidade.

A luta é diária. Seja para evitar as brincadeiras de que, aos 4 anos ele já tem mais de 10 namoradas ou, que será um grande garanhão. Ou mesmo que, ele vai virar garoto afeminado pois brinca de fazer comidinha. Nessa horas, viro uma fera e pergunto ao engraçadinho: "Homens então não cozinham?".
Tenho o trabalho diário porque sei que a tendência é piorar. É para os dois a carga pesada de namorar com todas, pegar várias pela rua ou então de transar sem limites, para provar que são MACHOS. 

"Você não acha que se todas as crianças do mundo aprendessem a brincar com brinquedos desde pequenas, sem essa obrigação de ser de menino ou menina, os homens não descobririam que cuidar da casa também é responsabilidade deles?”

Esse é meu maior questionamento. E antes que me encham de perguntas, meus filhos brincam com brinquedos, brincam com brincadeiras, todos feitos com apenas uma indicação: são para brincar, se divertir, para interagir. São para crianças.

O que mais me incomoda é a célebre frase: Meninos não choram! Ora, meu amigo, meninos choram, meninas choram, homens choram. Todo mundo chora. E faço questão de contar que o pai chorou de alegria ao ver que ele chegou ao mundo com saúde. 

Deixe que seu filho seja apenas uma criança. É um desafio, mas ensinar a respeitar as mulheres é um dever nosso, como família. Se ensinarmos isso ao nossos meninos que valor é o bem maior.

You Might Also Like

0 comentários