TUDO SOBRE FIMOSE

22:55


Mães de menino já ficam tensas ao pensar que logo após o nascimento, o primeiro desafio se chama fimose! Mas esse post vem esclarecer muitas dúvidas e mitos e mostrar que a tão temida fimose não é um bicho de sete cabeças!

Primeiro passo. Você sabe o que é a fimose?
Os especialistas a classificam de duas formas. Uma delas é a chamada fimose fisiológica e todo bebê do sexo masculino nasce com ela – afinal, os meninos vêm ao mundo com uma pele, o prepúcio, grudada à glande, a cabeça do pênis. “A fimose fisiológica não é motivo de preocupação desde que não provoque a obstrução do fluxo urinário e, como consequência, uma infecção”, explica o pediatra Nivaldo de Souza, da Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital São Paulo, na capital paulista. “Por volta de 1 ano e meio, o prepúcio já começa a se abrir, mesmo sem que ocorra a exteriorização da glande.” A fimose propriamente dita é diagnosticada quando há uma espécie de anel apertando essa extremidade, o que impede que o prepúcio seja recolhido.

Muitos médicos orientam a massagem desde o nascimento do bebê, para que a pele solte. O problema é que massagens feitas de forma errada ou excessiva, podem causar além do desconforto, machucados no pênis, sem nenhuma necessidade. As massagens servem exclusivamente para os casos de acolamento, isto é, quando o prepúcio fica grudado à glande. Elas devem ser orientadas por um cirurgião ou pediatra.

Hoje em dia essas manobras não são recomendadas, porque foi visto que ao puxar a pele repetidamente, por mais delicado que se faça, causa microtraumatismos, que são pequenas lesões na pele que não são percebidas a olho nu. A pele que sofreu essa lesão começará a cicatrizar e essa cicatrização diminui ainda mais a abertura da pele, piorando a fimose.
Além disso, podem gerar desconforto, dor, inflamação e até sangramento. A dor provocada pode fazer com que a criança não deixe mais realizar a higiene adequada e com isso pode gerar infecções na região, conhecidas como balanopostites, que também causam fimose.
Outra preocupação com os exercícios é a pessoa fazer uma força maior, o que pode provocar a parafimose. Parafimose é quando a pele foi retraída, a cabeça é exposta, mas a pele não volta ao seu lugar, e como a abertura era pequena, a cabeça fica “enforcada”, dói muito e fica inchada. Isso é uma emergência urológica, e deve ser tratada imediatamente, em alguns casos necessitando de cirurgia de urgência.
Mas aí mamãe, qual é a dúvida que mais nos atormenta? A higiene! Mães de meninos piram em não estar limpando de forma correta o pênis e se isso acontecer, inflamações como balonite podem surgir.
A higiene do local é muito importante para evitar as infecções. Você pode fazer lavar sem medo. Abaixe a pele, delicadamente, até o ponto em que aparece a aderência a pele e a cabeça. Quando chegar nesse ponto, não puxe mais, para não machucar, e lave normalmente.
Evite também as assaduras, para evitar a inflamação da pele e não piorar a fimose.
Sempre procure seu pediatra se a região do pênis ficar vermelha ou saindo secreção, para realizar o tratamento adequado da infecção.
Por fim, qual a idade mais indicada para cirurgia?
As cirurgias normalmente são realizadas em torno dos 7 a 10 anos. Mas cada caso deve ser avaliado pelo cirurgião pediátrico, pois em casos de infecções de repetição ou complicações pode ser necessário realizar a cirurgia antes. Seu pediatra te encaminhará ao cirurgião quando for necessário. Nesse momento você poderá tirar todas as suas dúvidas sobre a cirurgia, ficar mais tranquila e segura para preparar seu filho para a cirurgia.

** Fonte: Dr Fernanda Freire


You Might Also Like

0 comentários