Por favor, me pergunte se pode!

💙
10 fevereiro 2016
(Imagem: Google)

Todo mundo sabe, ou ao menos deveria saber que bebês não devem ingerir açúcar. Seja uma colher de brigadeiro, ou uma colherinha para adoçar o suquinho.
Infelizmente, por mais que haja muita informação (e boa informação) circulando, dar doces a crianças menores de 2 anos é uma prática comum aqui no nosso país.
O que mais vemos por aí são bebês com pirulitos, se entupindo de chocolate ou outros açúcares (engana-se quem acha que um toddynho não faz mal) e por aí vai ... ainda escutamos a seguinte frase: 
- "Eu comi a vida inteira e óh, não morri, to aqui vivinha!"

Quando Caio completou um ano, em sua festa de aniversário tinha doces para as crianças mais velhas. Por mais que eu tivesse tentado fazer um cardápio super saudável, que os doces da mesa fossem doces caseiros, não escapei de fazer um saquinho surpresa.

O problema surgiu quando o Caio começou a chorar, e eu estava dando atenção aos convidados. Quando me virei para ver como conseguiram a proeza de acalmarem o meu menino, percebi que o calaram com um pirulito gigantesco!

Isso foi motivo para mal estar e desentendimento familiar. A dona do ato "criminoso" foi a minha irmã... Mas vejam só ... poderia ter sido qualquer um. As pessoas precisam pensar que antes de oferecer ou dar algo para uma criança devem perguntar para os pais. 

Além deles terem direito de escolher o que os filhos vão ou não comer no início da introdução alimentar, há outras razões ainda mais fortes: e se a criança, por exemplo, for alérgica? Cada vez é mais comum crianças com APLV (Alergia à Proteína do Leite de Vaca) e um ‘inocente’ brigadeiro pode trazer reações e consequências graves para aquela criança.

Se os pais restrigem esses alimentos, os famosos junk food é porque estão preocupados com a boa alimentação de seu filho. E é desde pequeno que se cria bons hábitos. É ali a formação do paladar. É bem na introdução alimentar que se adquire hábitos que serão levados para toda a vida.

Fico imaginando agora, com a entrada do Caio na escolinha, que surpresas irão surgir. Na reunião foi informado que é proibido levar lanches estilo "porcaria" e que é de responsabilidade dos pais uma lancheira saudável.

Para você posso estar sendo cruel ao negar um chocolate ou um salgadinho amarelinho, mas para mim estou protegendo a saúde do meu filho a longo prazo, então por favor ... me pergunte se pode!


14 comentários on "Por favor, me pergunte se pode!"
  1. Sabe o que é piorpior? as pessoas reclamam por não deixar! Eu já recebi milhares de reclamação por não deixar minha filha tomar refrigerante, falam aí tadinha deixa ela, detesto que ofereçam pirulito me mata de raiva, eu não sou severa as vezes pode, mas gostaria muito que sempre me perguntasem antes de simplesmente daremos na mão dela. Adorei a matéria bjs

    ResponderExcluir
  2. Louise como diz o pediatra do Rafa: estou cuidando do velhinho que ele será! O que come hoje refletirá no futuro. Bjo

    ResponderExcluir
  3. Concordo, precisa perguntar aos pais antes de oferecer qualquer tipo de alimento à uma criança, pois além da escolha e habitos da família, tbem pode existir uma reação alérgica.

    ResponderExcluir
  4. É muitos acham um absurdo fazer essa simples pergunta ...

    Bis Mi Gobbato - Espaço das Mamães

    ResponderExcluir
  5. Heitor tem 1 ano e 11 meses e ainda não comeu açúcar (provou a poucos dias sorvete, pra não dizer que nunca). Quero esperar o máximo para que ele possa provar.

    ResponderExcluir
  6. Não sou radical, mas ser consultada é fundamental. As minhas filhas têm um alimentação super saudável e compatível com a idade delas, mas sou da corrente de que um doce de vez em quando, raramente, não tem problema! @carolallmix

    ResponderExcluir
  7. Concordo com você!! Quem escolhe o que o filho pode comer são os pais e devemos perguntar antes de oferecer qualquer alimento.

    ResponderExcluir
  8. É muito difícil ver alguém perguntar se pode dar algo para uma criança, as pessoas acham q depois de um ano pode tudo, não gente, não é assim não!

    ResponderExcluir
  9. Esse é o problema... Ninguém sabe que perguntar não ofende né? Fico possessa quando dão algo pro meu caçulinha comer sem minha permissão.
    Blogmaternidadesemfrescura

    ResponderExcluir
  10. O Pedro Augusto segurei o máximo para ele não comer açúcar, agora com dois anos fica complicado porque infelizmente as pessoas oferecem eu fico como a chata..

    ResponderExcluir
  11. Perguntar é essencial, Gabriel comeu doce só a partir dos 2 anos.

    Bjs

    Mari
    vamosmamaes.blogspot. com.br

    ResponderExcluir
  12. Devem perguntar aos pais primeiro, passei por isso uns dias atrás, deram pirulito ao meu Ben que só tem 7 meses ;(

    ResponderExcluir
  13. Concordo e assino embaixo! Tb fico muito chateada!

    ResponderExcluir