Puberdade Precoce: o que os pais precisam saber!

💙
09 dezembro 2015
(Fonte: Google Imagens)

Por Dra. Vanessa Radonsky


A puberdade é a fase de transição entre a infância e a idade adulta. Pose ser caracterizada por diversas alterações hormonais e psicológicas tendo como resultado a maturação sexual e o desenvolvimento da capacidade reprodutiva. Neste período ocorre o aparecimento dos caracteres sexuais secundários.
Os sinais que representam os caracteres sexuais secundários são:
Nas meninas: Inicio do desenvolvimento dos seios pelo broto mamário, presença de pêlos pubianos e axilares, presença de odor axilar, alargamento da bacia, primeira menstruação e aparecimento de acne.

Nos meninos: Aumento do volume dos testículos seguido do aumento do comprimento e largura do pênis, presença de pêlos pubianos e axilares, alargamento da região torácica, mudança da voz, aumento da agressividade, aparecimento de pêlos em face e acne.
Nas meninas, o primeiro sinal de desenvolvimento puberal, é a aceleração da velocidade de crescimento seguido do aparecimento do broto mamário. A primeira menstruação já é um sinal tardio da puberdade feminina. Nos meninos, a manifestação mais precoce é o aumento do volume do testículo, seguido do aumento do comprimento do pênis e por fim a aceleração da velocidade de crescimento. A presença de pêlos pubianos e axilares é dependente inicialmente dos hormônios da glândula adrenal tanto em meninas como em meninos.

A puberdade precoce é caracterizada pelo aparecimento de caracteres sexuais secundários antes dos 8 anos nas meninas e 9 anos nos meninos. O início do desenvolvimento puberal provém da interação complexa de fatores genéticos, nutricionais, ambientais e socioeconômicos.
A incidência dos casos é de 1 para cada 10.000 meninas sendo a proporção e 5 casos em meninas para 1 caso em meninos.



Podemos classificar a puberdade precoce da seguinte forma:

* Puberdade Precoce Central: desenvolvimento dos caracteres sexuais secundário de forma precoce devido a uma estimulação prematura do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal.

* Puberdade Precoce Periférica: desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários ao aumento de esteroides independente do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal.

Além destas duas formas distintas, existem três variantes do desenvolvimento de puberdade precoce que podem ocorrer:
* Telarca precoce isolada: aparecimento de mama sem outros caracteres secundários associados.
* Pubarca Precoce Isolada: aparecimento apenas de pêlos pubianos.
* Menarca Precoce Isolada: caracterizada pela presença de sangramento vaginal sem qualquer outro sinal.

As causas de puberdade precoce vão variar de acordo com a origem da puberdade sendo central ou periférica.

Na puberdade precoce central, como dito anteriormente, temos a participação da liberação de hormônios da hipófise que irão estimular as gônadas. Em grande parte dos casos não é possível encontrar uma causa evidente de puberdade precoce central, sendo chamada de puberdade precoce idiopática. Faz parte da avaliação, além de uma história detalhada e exame físico minucioso, exames laboratoriais e de imagem da hipófise. Entre as demais etiologias estão causas genéticas e anormalidades do sistema nervoso central incluindo tumores, malformação ou doenças adquiridas como trauma, radiação, meningite entre outras.

Na puberdade precoce periférica, as principais fontes de esteroides sexuais são as gônadas (ovário ou testículo funcionando independente da hipófise), as glândulas adrenais ou uma fonte hormonal exógena (não produzida pelo corpo como medicação ou creme). Na avaliação destes casos, hormônios dosados no sangue e imagens como ultrassonografia de abdome são importantes. Entre as principais causas estão os tumores, um hipotireoidismo primário severo não tratado e alterações genéticas.
O tratamento vai depender da causa. Seu objetivo é reduzir a produção dos hormônios em excesso ou diminuir seu efeito.

A antecipação da puberdade apresenta consequências danosas. Durante o processo natural de puberdade, ocorre uma aceleração da velocidade de crescimento. Com o desequilíbrio hormonal da puberdade precoce ocorre um prejuízo no crescimento ocasionando uma perda da estatura final. Além disso o impacto psicológico, por apresentarem corpo de adulto com comportamento ainda infantil, considerando que o amadurecimento psíquico não acompanha as transformações físicas prematuras.

Sempre que for observada a presença dos caracteres sexuais secundários antes da idade esperada, é de fundamental importância a realização de um diagnóstico da causa da puberdade precoce, permitindo assim a realização do tratamento adequado e evitando os danos físicos e psicológicos que afetam as crianças e seus familiares.


Be First to Post Comment !
Postar um comentário