Dicas para congelar papinha

💙
31 agosto 2015
 

Existem muitos mitos sobre o congelamento dos alimentos e sua influência no sabor, textura e composição do prato na hora de comer. Quando se trata de papinha então, o assunto fica aindamais sério. Por isso, vamos te explicar o que você precisa saber na hora de congelar a papinha do seu filho e facilitar o dia a dia.
 1. O que congelar?
Todos os tipos de papinha podem ser congelados. Basta você fazer a papinha que está habituada e por para congelar!

2. Higienização
É preciso lavar muito bem os alimentos toda vez que você for preparar a papinha para o seu filho. Por isso, reste muita atenção ao lavá-los, para certificar-se de que estão bons para o consumo do bebê. Se você incluir carne na papinha, preocupe-se com o cozimento adequeado, nada de carne com o meio vermelho para a papinha.

3. Quantidade
Não adianta fazer um panelão de papinha, estocar no freezer e dar só isso para o seu filho o mês todo. Os bebês têm a necessidade de ingerir diversos tipos de nutrientes, por isso tente sempre variar os ingredientes.

4. Armazenamento
Para colocar a papinha no freezer use potes de vidro, silicone ou plástico. Caso você opte pelos potes de plástico, veja antes se ele não possui “Bisfenol A”, ou “DPA”, em sua composição, já que esse composto pode causar danos ao sistema endócrino e reprodutor da criança. Garante que o pote seja bem vedado, para a papinha não entrar em contato com outro tipo de alimento, o que pode contaminá-la.

5. Consumo
Depois de congelada, a papinha deve ser consumida em até 2 ou 3 meses. Para você se organizar com mais facilidade, coloque uma etiqueta no pote, indicando a data em que foi feita e quais alimentos a compõem, para não se confundir e misturar tudo.

6. Nutrientes
Esta é uma grande dúvida: se eu congelar a papinha, os alimentos não perdem os nutrientes? Não. Quando congelada, a papinha conserva todos os nutrientes dos alimentos, a perda ocorre na hora de descascar e cozinhar os legumes, verduras e carnes. Por isso, preste atenção e siga a receita!

7. Descongelamento
Na hora de descongelar, veja com antecedência o que irá precisar e deixe na geladeira. Não coloque a papinha em temperatura ambiente para descongelar, porque isso aumenta a chance de contaminação por bactérias.

8. Fogão ou microondas?
Na hora de esquentar, você pode usar tanto o microondas, como o fogão, vai da sua preferência. Os nutrientes, o sabor e a qualidade continuarão os mesmos em qualquer uma das duas formas de aquecimento. Importante: se você for adepta ao microondas, compre potinhos que possam ser esquentados junto com a papinha, fica tudo muito mais prático!

9. (Des)congela?
Nada de descongelar uma papinha e querer congelar de novo. Uma vez que você tirou a comida do freezer e esquentou, não congele de novo. As bactérias são mais atraídas de acordo com a temperatura, o que torna essa oscilação perigosa. Para resolver isso, a dica é separar tudo em potes pequenos, de acordo com a quantidade que o seu filho vai comer em cada refeição.



Be First to Post Comment !
Postar um comentário